Ocorreu um erro neste gadget

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

A origem dos nomes dos esmaltes


 Esmaltes têm nomes bizarros para que as clientes possam se lembrar deles depois. "Deixa beija" e "marrom mutante" são muito mais fáceis de guardar do que "vermelho 34" ou "aquele beijo escuro". E mais: os nomes servem para fidelizar as clientes. "A gente percebe nos salões que as pessoas conhecem os nomes e perguntam por que eles" diz Shirley Tavares, analista da impala. Isso significa que quando as consumidoras pedem pelo "Renda", hoje o esmalte mais vendido do país, estão automaticamente também pedindo pela marca que o fabricou. E impulsionando as vendas. Já o batismo dos esmaltes fico por conta dos departamentos de marketing. "O trabalho envolve pesquisa se tendências, de moda e criatividade", garante Daniella Brilha (nome real), diretora da Risqué. E dá-lhe criatividade: as marcas costumam lançar pelo menos duas coleções por ano, cada uma com 5 a 10 cores. E, só no ano passado, as brasileiras compraram 210 milhões de vidrinhos - mais de dois por mulher.

Fonte: Revista super interessante edição 307

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ajude a promover o blog.Obrigada =)

Gostaram do blog ?

Gente, eu e uma amiga estávamos discutindo sobre "ReligiãoxCiência", e não chegamos a uma resposta final. Então gostaria de saber de vocês: Quem cura mais ?